Feeds:
Posts
Comentários

O Ponteiro Quebrado

Featured image

A persistência da Memória – Salvador Dalí

Não vou me afogar e aniquilar com a espera.

Esperarei apenas o meu único tempo passar.

O meu tempo é diferente do seu tempo.

O seu ponteiro deve estar quebrado.

Busque um relojoeiro.

Assim os tempos não serão tão impacientes com a sua paciência.

Por Camila de Oliveira

funci

Sou uma negra branca disfarçada;

Nas minhas veias correm o sangue;

Nas mãos negras o afoxé destila sua limpeza do ar através dos tambores;

Meu cabelo é duro sim, meus pés querem o chão, a terra e as águas desta imensidão.

Por Camila de Oliveira

Uma das coisas que mais amo fazer é pesquisar histórias, conhecer, aprender e capturar para dentro da minha máquina histórias sobre pessoas.

O ser humano é um ser fantástico, que se renova a toda momento para sua sobrevivência e permanência de vida neste planeta. E foi com muita satisfação que iniciei o projeto de contar um pouco da história de Alex Minduin. Um rapaz que vê a vida com os olhos da coragem de enfrentar os obstáculos que aparecem a sua frente.

Desde 2012 comecei a capturar trechos de sua vida e cotidiano para a construção de um documentário biográfico.

Fiz toda a captura sozinha. Agora estou no processo da 1 edição e já produzi um teaser.

Para quem quiser uma pitada da história assista o teaser.

Alex Minduin: reescrevendo a própria história

Depois de muito tempo retorno aos posts do meu blog Humpiscar.

Em pleno janeiro de 2014 decidi postar os dois curtas produzidos por mim e a equipe G4 no segundo semestre de 2013.

Realizamos duas produções: documentário sobre mídias móveis e uma ficção que fala sobre o esquecimento, doenças relacionadas.

O primeiro filme que produzimos apresenta o protagonismo da informação através de aparatos móveis a partir das manifestações de junho de 2013 em São Paulo/ Brasil.

Este vídeo é público. Somos Todos Mídia Ninja

E o segundo filme conta a história de Ivo é um homem de 45 anos que mora sozinho em São Paulo. Após sofrer um acidente de carro ele perdeu a memória, isso fez com que Ivo se afastasse da família, após mudar-se e não deixar informações do seu novo endereço a ninguém. Depois de muito procurar, sua filha Isabela consegue descobrir onde ele foi morar. Ela constrói um plano para mostrar a Ivo o passado que ele esqueceu.

Este vídeo é público. Cicatriz

Imagem

Releitura: Esq. Gal Oppido e a direita Camila de Oliveira

No começo das aulas meu professor de fotografia do curso de Produção Audiovisual que faço pediu aos alunos que fizessem uma releitura de algum fotógrafo. O professor nos enviou uma lista com 50 nomes de fotógrafos contemporâneos, e a partir dali comecei minha pesquisa.

Busquei os 50 fotógrafos pela internet e alguns encontrei sites e algumas páginas de cultura falando sobre seus trabalhos.

Nesse meio caminho, já havia encontrado Gal Oppido, mas nunca havia me debruçado nos seus projetos. Conhecia um pouco pela indicação de uma amiga que foi fotografada por ele. Além disso, tinha mais um motivo, ele era meu amigo de facebook.

Comecei a pesquisar os trabalhos do Gal através do seu site http://www.galoppido.com.br e gostei de alguns projetos, mas que não constavam informações. Então, resolvi através do facebook buscar com o próprio Gal algum outro site que pudesse me esclarecer seus trabalhos. E para minha alegria ele pediu para eu agendar um dia para conversarmos em seu estúdio. Uma semana depois estava eu com o Gal perguntando sobre seus projetos.

Resultado, nada melhor do que obter conhecimento do processo de um fotógrafo. Quais os motivos o levaram a fazer tal projeto, e qual a forma que busca nos seus trabalhos.

Gal me explicou sobre seu processo fotográfico e um especificamente, o que eu buscara chamado “Taxidermia”. Além da explicação que postarei pós minha apresentação na faculdade, Gal me deu um livro autografado com um desenho.

Imagem

Instagram

Agradeço a este profissional conceituado que me abriu sua porta do conhecimento da arte para esclarecer dúvidas de uma estudante de Audiovisual e Fotografia.

Video da Revista OLD com entrevista do Gal Oppido.

Giff para animar

Imagem